5 dicas para criar uma página vendedora para o seu curso

Trabalhando no mercado educacional por alguns anos e tendo visto muitas páginas de cursos que não vendiam ou que eram confusas, percebemos a importância de saber trazer as informações que o(a) interessado(a) busca na medida certa. Só que além de tornar as informações claras e fáceis de serem encontradas é preciso ser vendedor também. Afinal de contas, é sempre bom dar um “empurrãozinho” na hora de decidir, não é mesmo?

Vender cursos não é uma tarefa das mais fáceis. É preciso ser bom em descrever para o(a) aluno(a) o que ele vai aprender, qual será o grau de dificuldade e quais serão os ganhos que ele(a) terá.  A gente separou algumas dicas simples que irão te ajudar a tornar sua página mais vendedora.



1- Invista em uma boa foto de capa


Parece óbvio, mas não é. Não estamos falando de fotos de capa cheias de texto e poluídas. Estamos falando de uma imagem simples e clara, que faça as pessoas terem uma ideia de qual é o perfil do curso. Lembre-se: a foto da capa aparece em diversos tamanhos, por isso não adianta encher ela de informações porque quando ela for aplicada em miniatura, o conteúdo ficará ilegível. Invista em fotos de boa qualidade, pois imagens sem nitidez ou de baixa resolução são desagradáveis.




2- Não faça descrições muito extensas

Resumir tudo o que você faz é difícil e a gente sabe disso. Mas a grande maioria do público simplesmente não lê textos extensos. Vale a pena fazer um exercício e separar o texto em tópicos, evitar frases longas e construir parágrafos claros. Seja objetivo e evite textos confusos. Vale lembrar que ser objetivo, não significa omitir informações importantes, muito pelo contrário!



3- Vídeos são bons aliados

O apoio de um material audiovisual ajuda os(as) interessados(as) pois dá um toque humano ao seu trabalho. Os vídeos normalmente chamam a atenção de quem não está a fim de ler, e quer saber de tudo bem rápido. Atenção, esse não é o local para colocar vídeos longos, até porque os vídeos permitem que você coloque mais conteúdo em menos tempo. Invista em efeitos (sonoros e visuais) na medida certa pois, quando aplicados na medida certa, eles mantém a atenção do(a) espectador(a) e tornam seu conteúdo mais atrativo.



4- Organize o conteúdo programático

Dependendo do formato do seu curso, semana acadêmica, simpósio, congresso, etc. você já pode publicar quais serão os conteúdos abordados. Não é necessário entrar em detalhes (a menos que você ache que seu público se interesse por isso) mas informações como nome do conteúdo, data e horário são interessantes de serem abordadas. Este recurso permite que o(a) interessado(a) navegue pelos conteúdos previstos, e encontre temas específicos que chamem sua atenção.



5- Sugira cursos relacionados

É a velha tática do carrinho de compras. Você está interessado na palestra A? Por que não ir na palestra B também? Sugerir cursos relacionados permite que o(a) interessado(a) tenha disponível opções de fácil acesso, sem ter que buscar por elas. Vale aqui relacionar cursos que pertençam à mesma área de conhecimento, que tenham uma carga horária parecida, ou que estejam em uma mesma área geográfica. Além disso, você aumenta as suas chances de vender um novo curso, caso o que esteja aberto não tenha interessado a pessoa.

Leia também:

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das atualizações da EngagED:

Obrigado! Confirmamos a sua assinatura na nossa newsletter.
Oops! Houve um erro. Por gentileza, tente novamente.