Escolas também precisam fortalecer seu branding

"Onde você estudou?" No passado, essa pergunta era usada para definir o perfil de um candidato. Dependendo da instituição na qual o ensino médio ou superior fora cursado, uma determinada pessoa tinha mais chance de ser escolhida ou não para o posto.

Atualmente, esse "pré-conceito" já não é tão acentuado nas seleções. Trabalhos anteriores e projetos pessoais, por exemplo, são muito mais importantes numa candidatura do que o local de ensino.

Apesar de a instituição de ensino não ser mais um elemento excludente na candidatura, o local onde a pessoa realiza cursos livres ainda diz muito sobre o seu perfil. Dependendo da escola (e dos cursos realizados), a pessoa pode ser vista como mais moderna, tradicional, arrojada, etc.

Ao escolher uma instituição de ensino é natural que o aluno já busque uma alternativa condizente com o seu perfil (ou como ele deseja ser visto no mercado). Portanto, é seu papel como administrador/gestor construir uma marca forte para a escola.

  • Como você quer que os seus alunos sejam vistos?
  • Com qual perfil de estudantes (visionários, tradicionais, agilizados, etc.) você quer trabalhar? Para atingir esse perfil exato de clientes, é fundamental pensar em ações específicas de branding para a sua instituição de ensino.

Mas o que fazer, exatamente? Um trabalho de branding completo requer bastante empenho. Para pensar em soluções completas é interessante que você contrate uma agência especializada no assunto. Profissionais da área podem analisar como a sua marca é percebida pelo público e o que deve ser feito para que você comunique exatamente o perfil que deseja.

Porém, existem algumas ações básicas que podem ser colocadas em prática ainda hoje na sua instituição de ensino para um melhor posicionamento. São elas:

1- Análise dos cursos ofertados

Você já sabe exatamente o perfil de alunos que deseja atingir. Agora, precisa analisar com cuidado os cursos ofertados. Eles estão alinhados com as habilidades que o público-alvo deseja desenvolver? Contam com professores que são reconhecidos pelo mercado?

É fundamental criar ementas que estejam alinhadas com os objetivos profissionais dos seus alunos. A sua grande missão é se tornar uma referência para os estudantes, uma daquelas escolas que surgem de primeira na cabeça das pessoas que pretendem desenvolver tais habilidades.

2- Linguagem (escrita e visual)

A sua linguagem, tanto escrita quanto visual, deve estar alinhada com o público-alvo. Porém, nada mais furado para uma instituição de ensino do que tentar ser descolada, sem realmente ser. Na hora de se comunicar, escolha uma linguagem que dialoga com o público, mas que realmente seja um espelho do perfil da instituição.

Outra dica: muitas escolas escolhem fotos de alunos a partir de banco de imagens. Isso traz um grande distanciamento na comunicação. O consumidor não é bobo. Ele sabe identificar quando algo é verdadeiro ou não. Portanto, na hora de escolher as imagens da sua comunicação, faça um investimento. Tire fotos reais dos seus alunos, das suas salas de aula, dos professores, etc. Isso traz verdade na comunicação e permite que o aluno realmente se identifique com o que está sendo dito.

3- Canais de comunicação

Os canais de comunicação da sua escola devem estar alinhados com o perfil do seu aluno. Ele é jovem e está constantemente no celular? Então pense em ações que funcionem bem nos smartphones, por exemplo.

Nem todos os canais de comunicação funcionam para todos os públicos. É fundamental entender intimamente quem é o seu aluno, para saber o que ele quer. A melhor forma de fazer isso é literalmente perguntando para ele como ele se comunica/ busca informações.

4- Processo de matrícula

Uma outra maneira de melhorar o posicionamento da sua escola é por meio do processo de matrícula. Esse é um dos primeiros pontos de contato do aluno com a instituição. Portanto, você quer que ele veja como a sua escola é eficiente, rápida e moderna (a não ser, obviamente, que o seu objetivo seja passar a impressão de lentidão e burocracia. Se essa é a sua meta, a automatização da matrícula não precisa ser uma prioridade).

Se o seu objetivo é ser eficiente, escolha soluções de processos de matrícula como a EngagED, por exemplo. Com ela, você consegue facilitar a inscrição para o aluno e para o seu time. Tudo isso num formato white label, isto é: exatamente com a cara da sua instituição.

Invista no posicionamento da sua instituição. Escolas que não dão atenção para o branding, acabam parando no tempo e deixando de ser atrativas para os estudantes. São os pequenos detalhes que garantem que aluno de hoje seja o alumni de amanhã.

Vinicius Mendes
CCO - Chief Customer Officer

Leia também:

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das atualizações da EngagED:

Obrigado! Confirmamos a sua assinatura na nossa newsletter.
Oops! Houve um erro. Por gentileza, tente novamente.