Como implantar EAD na escola, passo a passo: como são as aulas

Não é novidade para ninguém que o modelo de ensino EAD veio para ficar. Depois da pandemia, as aulas on-line ganharam um espaço permanente em cursos e escolas. Por isso, para que você não fique para trás, é importante não ignorar esta novidade, conhecer suas particularidades e benefícios para o seu negócio.

Nas escolas, o método de ensino presencial ainda é dominante. Por isso, as escolas que perceberem o potencial do ensino EAD, saem na frente da concorrência, estando mais preparadas para absorver este mercado gigantesco que é o da busca por conhecimento de forma prática e rápida.

Por isso, venha conosco e saiba como implementar este modelo de ensino na sua escola!

Como implantar EAD na escola, passo a passo?

1. Faça o planejamento do conteúdo

Implementar o método de ensino EAD em um fluxo de trabalho que ainda se prende ao modelo tradicional de ensino já não é uma tarefa fácil. Por isso, você precisa simplificar este processo o máximo possível.

Planejar o conteúdo que você irá implementar é o primeiro passo para garantir que a transição será feita da melhor forma possível. Inicialmente, separe um tempo para determinar todo o material que você vai necessitar para preparar as suas aulas. Slides, bibliografia básica, textos e vídeos se encaixam aqui.

Depois disso, você precisa determinar, com exatidão, quais conteúdos serão abordados nos encontros com seus alunos. Isso trará previsibilidade para ambos os lados, facilitando o processo de organização de todos. 

Crie uma página de acesso livre para seus alunos, na qual constará datas dos encontros virtuais, prazos para entrega de atividades, e qual plataforma será utilizada nos seus encontros (com o link que leve diretamente à aula, se possível).

Ainda, determine um canal para que vocês possam se comunicar de forma assíncrona, ou seja, quando um ou ambos os lados estiverem offline. Isso será importante para a entrega de feedbacks, notas e, principalmente, para ser uma estação de esclarecimento de dúvidas dos alunos. Existem várias opções no mercado que podem ser utilizadas para este fim, como WhatsApp, Facebook, Discord e Slack.

2. Escolha uma plataforma EAD

A plataforma escolhida para hospedar o seu curso online é um passo super importante, já que vai impactar diretamente na experiência de uso de seus alunos e, por consequência, afetará a opinião deles sobre a qualidade do produto que você oferece.

Por isso, não é exagero dizer que você deve escolher a melhor plataforma possível para realizar esta tarefa. E não precisa ir muito longe, pois ela já está aqui! A EngagED é líder no mercado de educação online. Temos uma plataforma sólida, intuitiva, e com diversos recursos que facilitam a vida do aluno e professor.

Por aqui, você conseguirá preparar aulas síncronas e assíncronas, emitir certificados, montar quizes e questionários, antecipar pagamentos futuros e muito mais. Entre em contato conosco através do nosso chat e venha conhecer mais sobre a plataforma que irá explodir suas vendas!

3. Capacite os professores

Pode ser que o corpo docente escolhido por você para chefiar o ensino dos seus alunos não tenha tanta afinidade com o cenário online ou tecnologia. Desta forma, pode ser que haja complicações na interação deles com as plataformas de aulas e, por consequência, uma queda na qualidade que os seus alunos experimentarão.

Por isso, é fundamental que você invista na capacitação dos seus professores. Como você já deve os ter escolhido pelos conhecimentos que têm em suas respectivas áreas, esta qualificação deve ser direcionada  de forma a maximizar a experiência deles com o mundo digital, sua plataforma de ensino escolhida, e os meios necessários para a produção do seu conteúdo.

O próprio Google oferece algumas ferramentas nativas para a educação neste sentido. Uma delas se trata do “Google for Education”. Por meio dela, será possível realizar diversos tipos de cursos, todos voltados para a utilização das ferramentas oferecidas pelo buscador para auxiliar no processo educacional. Vale a pena dar uma conferida, já que se trata de um conteúdo de qualidade e gratuito.

4. Faça testes e ajustes

Iniciar um projeto novo é sempre arriscado. Ainda mais quando o objetivo é implementar um novo modo de fazer as coisas em um ambiente no qual o modo de ação já está definido e consolidado, como no caso do ensino presencial.

Para que o seu projeto dê certo, portanto, será necessário realizar testes e coletar resultados, para que não se meta os pés pelas mãos. Se esta for a sua primeira tentativa de adicionar o EAD ao seu modelo de ensino, comece devagar: abra turmas pequenas, e deixe-as abertas por um bom tempo antes de pensar em algum tipo de expansão. Deste modo, será possível colher resultados de alunos e professores, e montar um banco de dados, avaliando o que deu certo e o que deu errado, evitando que você perca tempo e dinheiro no processo.

5. Garanta a inclusão dos alunos

Apesar de o ensino a distância possuir muitas vantagens, não se pode dizer que a facilidade de interação entre alunos e professores seja uma delas. Isso porque, com a distância que é natural a este modelo de ensino, algumas pessoas podem se sentir excluídas do processo de ensino, ou deixadas de lado de alguma maneira.

Para impedir que isso aconteça, faça de tudo para que o processo de comunicação dos alunos com os professores seja o mais facilitado possível. Caprice nos canais de suporte e dúvidas, pois esta é a maneira mais utilizada pelos alunos que estão buscando alguma forma de serem ouvidos pela sua equipe pedagógica.

Outro tipo de comunicação que não deve ser negligenciada é a que existe entre os próprios alunos. Isso porque é através dela que se criará um vínculo entre o grupo estudantil, dando sensação de “unidade” para os alunos e levando à certeza de que todos fazem parte de algo em comum, aumentando o senso de inclusão e dando uma dose a mais de motivação para todos.

6. Monitore e avalie os resultados

Como já foi mencionado, é muito importante que você realize testes periódicos para determinar o que está dando certo ou não. Entretanto, uma parte indispensável deste processo é a conferência dos resultados gerados por eles. Do contrário, os próprios testes não farão sentido em primeiro lugar, passando a ser apenas uma formalidade vazia.

E não se engane, estes dados podem ser ferramentas valiosas para você maximizar o seu lucro, já que eles mostram com precisão quais os modelos que você criou estão fazendo mais sucesso e gerando mais receita, fazendo com que você saiba exatamente onde deve focar os seus esforços.

Para além dos testes realizados nos cursos, é importante também não negligenciar os resultados de falhas, bugs, e sugestões apontadas por seus alunos. Isso porque, como esta é provavelmente a primeira vez que você estará implantando o modelo EAD como complemento ao seu modelo presencial, já consolidado, estes resultados mostrarão o que não está indo tão bem, e o que já deu certo e deve ser mantido.

Deixando um pouco as métricas de lado, não se pode esquecer do monitoramento no que se refere ao desempenho dos alunos. Isso porque uma parte considerável do aprendizado é relativa a conferência de resultados, para que o aluno saiba onde precisa melhorar. Com a plataforma da EngagED, você consegue aplicar testes e quizes de forma simples e rápida. Assim, fica mais fácil conferir quais alunos estão realmente absorvendo o conteúdo que você está ministrando.

7. Tenha uma equipe para suporte

Por mais que você prepare o seu corpo docente e a sua audiência, sempre haverão dúvidas em relação à plataforma, horários, conteúdos, e até eventuais bugs no seu software.

Por este motivo, é essencial que você mantenha um canal especializado voltado para atendimento de dúvidas e resolução de problemas técnicos, tanto da sua audiência quanto dos seus professores.

Isso demonstra que você se importa com a qualidade do serviço que oferece e com a experiência de uso dos seus usuários. Uma plataforma sem suporte é uma plataforma abandonada.

Como são ministradas as aulas EAD?

Aulas ao vivo

Um curso de ensino a distância pode ser realizado de diversas formas. Uma delas é através de aulas ao vivo. Este método pode ser utilizado como única forma de transmitir conteúdo no seu modelo EAD, ou como ou artifício complementar às aulas gravadas.

Em ambos os casos, a forma de execução será a mesma: deve-se definir um horário prévio, em conjunto com alunos e professores, para que todos os participantes do curso fiquem online ao mesmo tempo. Este modelo é o que mais se assemelha às aulas presenciais, já que todos podem interagir entre si em tempo real.

Aqui, é necessário definir uma plataforma de transmissão de aulas online. Existem várias opções disponíveis no mercado, e a quantidade e popularidade destas ferramentas só aumentou após a pandemia. Algumas das melhores opções são: Google Meets, Microsoft Teams, Skype, YouTube, Twitch, e a mais popular delas, o Zoom.

O bacana desta última alternativa é a quantidade de ferramentas que ela possui para este tipo de atividade. Além de ser possível manter até 100 alunos online ao mesmo tempo no plano gratuito, ela dá acesso a ferramentas como possibilidade de gravação de aulas e sua disponibilização para download, compartilhamento de tela, bate papo, função de quadro branco, fundo virtual, etc. Você pode aprender como dar aulas pelo Zoom. .

Aqui na EngagED, trabalhamos com o aplicativo Zoom para a realização de aulas síncronas. Você só precisará conectar o Zoom à nossa plataforma, e  já  poderá utilizar uma das melhores plataformas de transmissão de aulas ao vivo com a EngagED!

Aulas gravadas

Esta é a forma mais tradicional de realização de cursos EAD. Através de aulas gravadas, você pode disponibilizar o seu conteúdo de uma vez só - utilizando-se de uma plataforma de hospedagem de cursos como a EngagED - ou disponibilizar novas aulas em uma data específica.

Ainda, você poderá mesclar ambas as formas de fornecimento: aulas síncronas (ao vivo) e assíncronas (gravadas). Este, aliás, é um dos formatos mais indicados para a confecção do seu curso EAD, já que confere maior flexibilidade, podendo alternar entre gravações e encontros ao vivo.

Neste modelo, você pode disponibilizar todo o seu curso, e marcar encontros para conferência de resultados com seus alunos, por exemplo. Ainda, pode disponibilizar a realização de encontros ao vivo conforme a demanda de seus alunos. As possibilidades são inúmeras.

Além disso, é interessante que você planeje uma aula interativa, mesmo que esta aula seja gravada. Isso é possível disponibilizando exercícios práticos e quizes para os seus alunos, disponibilizando, também, um canal para que eles contatem suporte em caso de dúvidas. Isso fará com que a sua aula gravada pareça muito mais dinâmica e interativa, prendendo a atenção dos alunos. Vale lembrar que ambas essas alternativas são possíveis de se realizar aqui na EngagED!

Avaliações

Como já comentado, esta é uma parte essencial da confecção do seu curso. É por meio das avaliações que os seus alunos poderão checar se realmente estão absorvendo o conteúdo que está sendo fornecido. Além disso, você conseguirá determinar, de forma concreta, qual o aproveitamento de cada um dos seus alunos, podendo entrar em contato com aqueles que, por ventura, não estiverem tendo um bom desempenho.

Planeje com antecedência as suas avaliações. Elas devem estar prontas e agendadas antes mesmo do início do curso, facilitando a organização e estudo dos seus alunos, assim como do professor. Seja criativo, e use diferentes materiais e modelos de avaliação, já que não se trata de um modelo tradicional de ensino.

Materiais de apoio

Esta parte é importantíssima, e deve ser planejada com antecedência, conforme já mencionado. Será através deste material que o aluno irá consolidar o seu entendimento sobre o que foi passado em aula. É importante que este material seja disponibilizado já no primeiro dia de aula, para que os alunos possam estudar da forma e na frequência que quiserem.

Não seja engessado, já que você não está mais limitado ao ensino tradicional. Você poderá utilizar livros, vídeos, links de internet, sites, databases, etc. O céu é o limite.

Como a EngagED pode te ajudar

Como foi mostrado, aplicar o modelo de ensino a distância em sua escola não é uma tarefa fácil, precisando de muito planejamento e vontade de fazer acontecer. O caminho vai desde o planejamento das aulas, seguindo com a escolha dos professores, definição do esquema de aulas, etc.

Por isso, é essencial que você tenha ao seu lado um parceiro competente, que conheça de trás pra frente a área da educação, e saiba implantar com eficiência o modelo EAD na sua escola. Como já falamos anteriormente, a EngagED é líder no mercado de cursos online, possuindo vários clientes de sucesso, como a PUC  de Santa Catarina, OAB, Future Law e mais uma centena de empresas no Brasil todo.

Nossa plataforma é a mais estável, intuitiva e recheada de funções do mercado! Entre em contato conosco, agende uma reunião e venha conhecer!